sábado, 28 de junho de 2014

[Me ajude a Chorar, Fabrício Carpinejar]

 

Foto capa: Reprodução

Me ajude a chorar vai emocionar fundo as leitoras. Carpinejar, um autor que mostra sem receios a sua fragilidade prova em seu mais recente livro que superar as tristezas reais nesta catarse literária é também uma ótima terapia. Fabrício Carpinejar cresceu, e muito como escritor, desde que eu escrevi sobre seus livros, 'Meu Filha, Minha Filha' e' O Amor Esquece de Começar'. Nesta sua 29 obra, relacionamentos, separação e situações 'que dão um nó na garganta' estão entre os temas tratados em forma de crônicas (e nisso ele é muito bom) que refletem momentos de sua vida pessoal de forma um tanto irônica, mas com singularidade. Os textos revelam seus desejos de forma subjetiva, como o da senhora cujo desejo era ‘dormir de conchinha’, mais uma única vez com seu marido que estava à beira da morte.   
Dois textos ficaram famosos quando publicados: o escrito em homenagem às vítimas de Santa Maria (RS), que inclusive foi capa em diversos jornais, como O Estado de S. Paulo, e aquele sobre o acidente aéreo de 2007 em Congonhas (SP).


Sobre o Autor 

 Foto capa: Reprodução

 O poeta, cronista, jornalista e professor, de 41 anos é natural de Santa Maria (RS) e mora em Porto Alegre. Autor de 26 livros, já ganhou os principais prêmios literários do país, como Jabuti, APCA e Olavo Bilac. Fabrício Carpinejar chama atenção pela prosa absolutamente desconcertante e confessional.Atua como apresentador da TV Gazeta, da TVCOM e da RBSTV, é comentarista da Rádio Gaúcha e colunista do jornal Zero Hora e das revistas Pais & Filhos e Isto É Gente.

***** Recomendo

Para Chorar_Me ajude a chorar
Chorão_Fabrício Carpinejar
Fonte das lágrimas_ editora RECORD 
Custo_R$ 22 (Livraria Cultura)


quarta-feira, 25 de junho de 2014

[Flip 2014 abre venda de ingressos]


 


Público terá acesso gratuito à transmissão ao vivo da programação principal em telão na praça da Santa Casa e ao show com Gal Costa



Os ingressos para a Flip 2014 começam a ser vendidos no dia 30 de junho, a partir das 10h. O preço da entrada para a programação principal na tenda dos autores, como no ano passado, é de R$ 46,00 (inteira) e R$ 23,00 (meia). Neste ano, reforçando sua política de democratização de acesso, a Flip traz duas novidades. O show de abertura, com a cantora Gal Costa, pela primeira vez será gratuito e ocorrerá na praça da Matriz, no palco da tenda da Flipinha.

A transmissão ao vivo da programação principal no telão também será gratuita pela primeira vez. Aberta ao público, ocorrerá na praça da Santa Casa, na saída da tenda dos autores.

Como comprar

Os ingressos podem ser adquiridos na internet no site da Tickets for Fun (www.ticketsforfun.com.br) ou em seus pontos de venda credenciados; pelo telefone 4003-5588 e nas bilheterias do Citibank Hall de São Paulo e do Rio de Janeiro, das 12h às 20h, diariamente. Os ingressos estarão disponíveis para venda até o dia 29 de julho. Durante a Flip, entre 30 de julho e 3 de agosto, a venda será realizada só em Paraty, na bilheteria oficial localizada na tenda dos autores.
Por conta da alta procura por ingressos, a organização recomenda cadastro prévio no site da Tickets for Fun para quem for adquirir os ingressos pela internet. Para tanto é necessário telefone, RG, CPF e endereço completo. O limite é de dois ingressos por mesa para cada comprador mediante apresentação do CPF do mesmo.

Flip 2014

Neste ano, a Flip será realizada entre os dias 30 de julho e 3 de agosto e homenageará o escritor e cartunista Millôr Fernandes. A programação completa você encontra aqui (http://www.flip.org.br/flip2014.php).



quarta-feira, 28 de maio de 2014

[AOS 86 ANOS MORRE POETISA E MILITANTE MAYA ANGELOUS ]


Escritora de Cartas à minha filha tornou-se a primeira mulher negra a ser roterista e diretora em Hollywood


                                                                                Foto: Reprodução

A escritora e líder do movimento pelo direitos civis, Maya Angelou, morreu na manhã de hoje nos Estados Unidos. Ela estaria lutando contra problemas de saúde e cancelou recentemente uma aparência programada em um evento especial a ser realizado em sua homenagem.
Angelou é considerada a principal escritora da comunidade afroamericana e ainda jovem tornou-se a primeira mulher negra a ser roterista e diretora em Hollywood. Nos anos 60 ela foi amiga de Martin Luther King Jr. e Malcolm X e serviu no SCLC com Dr. King, trabalhando durante anos para o movimento de direitos civis. Também nos anos 60, ela trabalhou e viajou pela África, como jornalista e professora, ajudando vários movimentos de independência africanos. Ela tinha 86 anos e nasceu em St. Louis, Missouri.

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Editor de si mesmo

Novas formas de publicar um livro passam o controle para o autor

Verônica Mambrini

Para um autor desconhecido, publicar um livro é uma epopeia. São dezenas de tentativas perdidas em meio a uma pilha de originais, disputando espaço com outros iniciantes até, finalmente, ser lido por alguma editora. Uma vez aceito, começa um longo processo, que passa por uma detalhada negociação contratual, revisão, escolha da tipografia e design da capa, entre outras etapas. Mas os autores nem costumam reclamar, pois o funil editorial, a maior prova, já foi ultrapassado. Só que outras formas de se publicar um livro estão surgindo nesse mercado. Cada vez mais, autores lançam mão da publicação independente, onde podem controlar desde a capa e o formato do livro até quanto querem ganhar por exemplar.
A publicação independente é uma onda que não para de crescer nos principais mercados editoriais. Nos Estados Unidos, foram publicados 764.448 títulos dessa forma no ano passado, um crescimento de 181% em relação ao ano anterior. Nas editoras tradicionais, foram 288.355 títulos publicados. No Brasil, a tendência está em franca expansão e com muito espaço para crescer. Apenas 0,87% dos livros no País são vendidos pela internet, de acordo com dados de 2008 da Câmara Brasileira do Livro. E as redes sociais e vendas online são, junto com o boca a boca dos autores, o principal canal de divulgação e distribuição dos livros autopublicados.
Essa foi a alternativa utilizada pelo consultor de marketing Bernardo Salcedo, 36 anos. No ano passado, ele lançou um blog com crônicas sobre os amigos. A receptividade foi tão grande, que resolveu publicá-los. “Procurei várias editoras, que não se interessaram”, diz. Acabou publicando “Doze Homens e Nenhum Segredo” pela Ag.Book, que pedia apenas o arquivo pronto, com o livro diagramado. O autor não tem custos e cada livro é impresso apenas quando a compra é efetivada. “A principal vantagem é a liberdade de fazer do jeito que eu quero. Vendi algumas centenas, sem nenhum evento de lançamento, só pelos contatos em redes sociais e pelo próprio blog”, afirma.
G_arte_editor_si_mesmo.jpg

Desde 2009, a AgBook cadastrou 800 escritores, publicou 2 mil títulos e vendeu 7 mil livros, de acordo com Rodrigo Abreu, vice presidente internacional da AlphaGraphics, que controla a AgBook. “Somos uma alternativa para autores que querem relançar obras ou edições que não justificam a impressão de grandes quantidades, ou segmentos que necessitam de atualização rápida de conteúdo, como tecnologia, direito e medicina”, afirma Abreu. Há outros modelos para autores mais ambiciosos, como o da editora All Print, que também distribui as obras. “O autor manda o livro para nós e fazemos a produção, com revisão ortográfica, diagramação, capa e registro”, diz a diretora Luciane de Araújo. Um sem-fim de chances para que cada livro encontre seu leitor. 
(Revista Isto É)
http://www.istoe.com.br/reportagens/74671_EDITOR+DE+SI+MESMO?pathImagens=&path=&actualArea=internalPage

domingo, 9 de março de 2014

[QUANDO A MODA É GENIAL, de MARNIE FOGG]

Foto: Reprodução

Quando a moda é genial,  80 Obras-primas em detalhes destaca uma seleção de oitenta criações extraordinárias de moda do início do século XX até os dias de hoje.

Marnie Fogg, especialista em moda, revela as características de roupas consideradas icônicas e de influência: desde aquelas que incorporam outras culturas, tais como o exótico robe de style de Lanvin, até uma peça íntima como uma roupa casual, como o vestido sutiã cônico de Jean Paul Gaultier; do suéter em renda de Rei Kawakubo para a Commes des Garçons a silhueta transformante do New Look de Dior.
Sobre a autora
Marnie Fogg é escritora e, anteriormente, palestrante sênior em moda e tecidos, com mestrado em teoria e prática de arte e design. Suas publicações anteriores exploram tópicos como os tecidos de moda, a moda vintage, ilustração e interiores. Seus títulos incluemBoutique: A 60’s Cultural Phenomenon (2003); Couture Interiors: Living with Fashion (2007); Print in Fashion (2006); Vintage Knitwear (2010); The Fashion Design Directory (2011); e Fashion: The Whole Story (2013).
Custo da moda_R$ 50
Editora G.Gili

[A INVENÇÃO DAS ASAS, de Sue Monk Kidd]

a-invencao-das-asas-
                                                                                                       Foto: Reprodução
O livro que ficou por mais de cem semanas na lista de mais vendidos do New York Times e foi selecionado para o Clube de Leitura da Oprah é uma obra-prima de esperança e ousadia que foi inspirado pela figura histórica de Sarah Grimke, que no seu 11º aniversário é presenteada com uma escrava: Hetty “Encrenca” Grimke, que tem apenas dez anos.

A jornada das duas, ao longo dos 35 anos seguintes, demonstra que ambas desejam uma vida própria, e questionam juntas as regras da sociedade em que vivem.


Sobre autora

Sue Monk Kidd2

Foto: Reprodução

Sue Monk Kidd, que nasceu em Albany, Georgia, formou-se na Universidade Cristã do Texas, em 1970, trabalhando a maior parte de sua vida como enfermeira.
Passou a ser editora contribuinte da Guideposts após um ensaio republicado no Readers Digest.
Seus primeiros livros, falavam de memórias espirituais e experiências no cristianismo contemplativo. Mas, foi com A Dança da Filha Dissident (Harper SanFrancisco, 1996) que passou a falar de temas de teologia feminista.

Seu primeiro romance, A Vida Secreta das Abelhas de 2002, escrito ao longo de três anos e meio, posteriormente foi encenado no palco em Nova York e depois adaptado pela Fox, indo para as telas, com Dakota Fanning, no papel principal.


Seu segundo romance, The Mermaid Chair, foi publicado em 2005, e também transformado em um filme com o mesmo nome.

A Invenção das Asas, 
Gênero_Romance/Ficção
Editora_Paralela
Preço do voo_R$ 19,90 no Iba (e-book) e Amazon e
R$ 24,90 na Saraiva

domingo, 9 de fevereiro de 2014

[OFICINA DE CRIAÇÃO LITERÁRIA, com Marcelino Freire]


Foto:Reprodução

Começa no dia 8/03 a Oficina de Criação Literária, que há 7 anos é conduzida pelo escritor Marcelino Freire. Os encontros seguem até o dia 5 de julho, sempre aos sábados das 14h30 às 17h30. Quem optar por cursar durante a semana, uma turma será aberta no dia 12/03, com aulas às quartas–feiras, das 19h30 às 22h30. A oficina aborda desde mini-contos até romances e poemas, chamando a atenção para o cuidado que se deve ter com a linguagem. O curso também oferece aulas especiais com a participação de autores nacionais. As aulas acontecem no centro cultural b_arco (Rua Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 426, São Paulo/SP).